31 de dez de 2014

Adeus ano velho. Feliz ano novo!!!!

Fiz esse video quando a Sara tinha uns 5 meses. Mas foi a primeira vez que ela gargalhou e que consegui registrar e foi assim que decidi encerrar o ano de 2014 no blog dela. 
Ela que fez do meu ano mais feliz, cheio de desafios deliciosos. Nunca houve um tempo em que dormi tão pouco na minha vida - nem na época de faculdade-trabalho-baladas.... 
Nunca houve um tempo em que tive tanta certeza de ter feito algo certo na vida - tê-la trazido ao mundo.
Ela foi minha escolha mais certeira. Ela veio no momento em que escolhi ser mãe. 
Hoje sou mãe.
Depois sou mulher, amiga,filha, neta, profissional - não necessariamente nesta ordem....

E que venha 2015 :D

25 de dez de 2014

Então é Natal

Fizemos nosso ensaio de Natal. 
O que posso refletir sobre esse ano que acaba. Os últimos meses foram péssimos, mas eu não posso ser ingrata. Minha filha trazia sorrisos aos meus lábios todos os dias. Ela tem sido o único motivo de alegria da minha vida nos últimos meses. 
Minha luz. Minha estrela.
Espero poder ser isso para ela também. Principalmente como ela tem sido para mim : QUANDO PRECISO.... 

Que a graça do menino Jesus esteja em todos os lares.
Feliz Natal. 
Van e Sarinha

10 de dez de 2014

6 meses

E começamos a introdução alimentar. Tem sido uma descoberta e um desafio. Confesso que tem horas que acho um porre, por que tem que cozinhar mais coisas e tals, mas acho uma delícia cada vez que ela come tudinho o que faço com tanto amor para ela. 

Olha a sujeira que fica depois de uma papinha. Aquela coisa de bebê todo limpinha da papinha Nestlé é photoshop hahaha


1 de nov de 2014

5 meses

5 meses da Sara...
As pessoas acham que eu estou brincando de boneca. Não entendo porquê? rs

1 de out de 2014

4 meses

Com o vestidinho que o papai comprou para mim, vou sair com a mamãe e a tia Rê para comer um bom sushi! ;)

26 de set de 2014

Do jeitinho dela

Em alguns dias a Sara completará quatro meses de nascida, de vida. Ontem falando com a Van, confidenciamos que parece que faz uma eternidade que a maternidade aconteceu.

As vezes eu também tenho essa sensação. Parece que sempre fui mãe. E não que sou a apenas 4 meses!

Mas isso é para contar uma coisa fofa. A Sara é uma bebê muito boazinha. As vezes manhosinha, mas no geral não dá trabalho! E ela tem um jeitinho dela de chamar a atenção para ter a soneca dela: ela começa a ficar agitada e soltar seus nhes nhes; mas são nhes nhes específicos, que só nos duas sabemos.

E é simples: só pegar ela no colinho, dar o peito que em 3 minutos ela dorme! E tem um soninho tão gostoso! 

Amo essa menina! 

22 de set de 2014

Companheira para a vida toda...

Quando me falavam "você nunca mais vai ficar sozinha!", eu, sinceramente, achava super piegas! 

Mas hoje, em meio a todas as turbulências que estou passando, tive a prova!

Coisa boba. Eu e a Sara fomos ao mercado, ela super se comportou, cochilou, não chorou! Voltamos para casa, a coloquei na cadeirinha e ela ficou brincando enquanto eu fazia o jantar e só quis minha atenção qdo já estava no fim do jantar!

Dei banho e mama pra minha gatinha, e na sequência ela dormiu!

Pude jantar tranqüila  e apreciar o vinho que comprei, assistindo a um filme de forma sossegada! 

Foi um fim de dia ótimo! 

São 22:00 em ponto! Posso dormir com a sensação de dever cumprido! 

14 de set de 2014

Mãe-mulher-esposa-profissional, não necessariamente nessa ordem!

Li o post da Tatá agora! A Tatá é mais uma das grandes alegrias que as redes sociais me trouxeram! Passamos pelo perrengue de fim de gravidez, filha prematura e noites em claro com 15 dias de diferença. 
E li o post sobre a escolha dela se não voltar ao trabalho agora e não pq ela quer ou precisa cuidar da filha e sim por que ela precisa é continuar sendo amada  pela filha (só quem é mãe de bebê sabe o que é!)

E resolvi escrever. To chorando! Sempre achei uma puta frescura essas mães que falavam que era difícil voltar ao trabalho, que sofriam pela distancia e tals! 

Eu acho que a mulher tem sim que continuar trabalhando mesmo com filhos, mas hoje acho que o primeiro ano deveria ser sabático! Sem outra opção! 

Desde que fiz a matricula da Sara na escolinha eu venho sofrendo um pouquinho dia a dia. 

Não vou ver seus sorrisos; seus chorinhos pq quer um dengo pra dormir. Talvez não veja a primeira vez que ela sente sem ajuda, seu primeiro passinho e outras coisas que nem quero pensar, pois esse primeiro ano de vida tem novidade todos os dias.

Todo dia me pego num mantra de "que vai ser melhor assim" .... Para me convencer de que estou fazendo o melhor por nós duas! 

Todo dia sofro um pouquinho! Minha vontade não é ser dona de casa ou ficar as custas do meu marido, só queria ser mãe de forma exclusiva mais um pouco!

E é bem o que ela escreveu: não é pela minha filha, ela nem vai lembrar disso tudo, é pelo puro egoísmo de estender essa situação que tanto me faz bem! Por que eu adorei descobrir que ser mãe é bom demais! 

17 de ago de 2014

Que amor é esse?

Na beleza dos meus 34 anos bem vividos, achava ter conhecido todo o tipo de amor! Nada! Achava um porre quando ouvia uma mãe dizendo que eu só conheceria o que era o amor, em sua essência e profundidade, quando me torna-se mãe! 

Dou o braço a torcer: é verdade!

É verdade por que é um amor insano. Animal mesmo. Você ama até o cheiro do cocô do seu filho ( ta ... Exagero vai!)

Mas, é um sentimento que toma conta de mim e é a primeira vez na vida em que me dou a alguém inteiramente e não espero nada em troca: na verdade só espero que ela esteja bem.

Essa epifania toda me deu agora, por que toda vez que a Sara tem aquela bela mamada, ela cai em sono profundo e está a imagem que vejo:


Aí que eu faço carinho nela; passo minha mao por sua cabeça, desço pelas costas, passo pelas perninhas e acabo no pé; e nele eu seguro! Um pé tão minúsculo, um ser perfeito gerado por mim. Tenho muito orgulho de mim ... A Sara é o meu melhor feito! Amada desde o primeiro momento. Desde o 1o ultrassom, em que chorei descompassada quando ouvi seu coração pela primeira vez e ela só tinha 1,6cm! 

É o amor incondicional mesmo! É a beleza de Deus; a criação humana. 


8 de ago de 2014

Hérnia umbilical

Achei um texto bem interessante sobre a tal Hérnia Umbilical. Eis que segue:

Hérnia umbilical

Mais comuns em meninas do que em meninos, as hérnias umbilicais ocorrem em entre 10 e 20 por cento das crianças, em bebês nascidos prematuros e em bebês negros. Na grande maioria das vezes, a condição não causa dor e não é prejudicial à criança. 

Caso seu filho tenha uma hérnia umbilical, é possível que você note que a área em volta do umbigo incha quando ele chora ou faz força para evacuar, por exemplo. Isso normalmente acontece por causa da pressão de dentro do abdome. 

Esse tipo de hérnia geralmente tem entre um e cinco centímetros. 

É necessário fazer algum tratamento para tratar a hérnia umbilical?

Embora possam parecer um tanto assustadoras -- em casos raros chegam até a ficar do tamanho de um limão --, as hérnias umbilicais geralmente não representam problema. O importante é que a área não esteja sensível ou inchada demais e que a saliência seja mole. 

Se o bebê estiver com algum desconforto, fale com o pediatra o mais rápido possível, porque algumas hérnias de fato exigem tratamento cirúrgico, com uma operação simples, que normalmente não exige nem que a criança durma no hospital. 

O mais provável, no entanto, é que a hérnia vá embora por conta própria quando a criança estiver com 2 ou 3 anos. Depois disso, se ela não sumir, o pediatra vai avaliar a necessidade da cirurgia. 

Em situações extremamente raras, um pedaço dos intestinos do bebê pode ficar preso na região, cortando o fluxo de sangue e exigindo uma intervenção cirúrgica imediata. Se você notar inchaço, sensibilidade ou mudança de cor na área, especialmente se seu filho estiver vomitando ou com dor, leve-o ao pronto-socorro com urgência. 

7 de ago de 2014

Consulta Pediatra : 2 meses

Essa consulta foi muito esperada, pq depois da 2a consulta, só fui ao pediatra por conta da mega assadura que a Sara estava - que na verdade era candidíase (tema para um post). Não tinha ido para fazer acompanhamento em si. 

Estava super ansiosa, por que né, você quer saber se tá sendo uma mãe 'menas' ou não! Mas ó, parabéns para mim. Minha pequena está com 4,7kg e 53cm. Sim, está só com leite materno. Com a graça de Deus, estou conseguindo amamentar 100%.

3 de ago de 2014

Vacinas - As reações!

E os dois meses da Sara chegaram e com eles a necessidade das primeiras vacinas!

Eu estava meio aflita, confesso.. Fomos hoje dar na clínica Clinivac, a mesma que serve o hospital São Luiz. E também a que tem o melhor custo x benefício.

Na hora de aplicar as duas via injeção, fiquei com o coração apertado, mas faz parte dos males necessários da vida!

Ela chorou muito nas dias aplicações e depois parou! 

Depois de umas duas horas q chegamos em casa é que o bicho pegou e aí sim ela começou a esgoelar como eu nunca vi e provavelmente de dor!

Dei um banho morninho dela e umas gotinhas de Tylenol! Agora ela está dormindo ... Corta o coração! 

Passou a noite febril, mas sem dor. Mamãe aqui acordando a cada hora para medir a temperatura. Foi zuper fácil! 

1 de ago de 2014

Vacinas

No mundo materno, é um assunto que gera dúvidas. E por que? Por que , algumas das vacinas dadas no sistema público de saúde não são iguais as dadas nas clínicas particulares.

Eu sou MUITO A FAVOR de dar as vacinas em posto, salvo quando realmente tem diferenças. Essas vacinas que são dadas aos 2 meses TEM diferença entre elas, e essas, eu darei em clinica particular, por dois motivos: o explicado abaixo e por que evita uma picada na Sara.

No site do Baby Center, foi o local que melhor foi explicado e vou reproduzir abaixo:

2 meses
Públicas: Pentavalente brasileira (DTP + Hib + hepatite B) / pólio inativada / Rotavírus monovalente / Pneumocócica conjugada 10-valente

O que o esquema particular tem de diferente: Existe a versão acelular da DTP (DTaP), que dá menos reação, e que inclui a pólio, eliminando uma picada. Há uma vacina para o rotavírus protege contra cinco tipos do vírus, em vez de um só, mas se se aplica a rotavírus pentavalente serão necessárias três doses, em vez de duas. E existe uma pneumocócica que protege contra 13 tipos da bactéria, em vez de 10. 

Pentavalente brasileira (DTP + Hib + hepatite B): Primeira dose. Contra difteria, tétano, coqueluche, infecções provocadas pela bactéria Haemophilus influenzae tipo b (como meningite, pneumonia e outras) e segunda dose contra a hepatite B. É gratuita em postos de saúde. 
Modo de aplicação: Picada no músculo lateral da coxa (intramuscular). 

Pólio inativada: Primeira dose. Previne a poliomielite, ou paralisia infantil. A vacina dada gratuitamente nos postos de saúde substituiu a versão oral (VOP, ou Sabin), a da gotinha. Nos laboratórios particulares, pode ser encontrada junto com a pentavalente, formando a hexavalente, que economiza uma picada na criança. 
Modo de aplicação: Picada no músculo da lateral da coxa.

Rotavírus: Primeira dose. Evita infecções pelo rotavírus, que causa vômito e diarreia. A vacina monovalente é dada de graça nos postos de saúde. Na rede particular, também existe uma versão que protege contra mais tipos de vírus, também oral, mas o esquema completo será de três doses, em vez de duas. 
Modo de aplicação: gotinhas. 

Pneumocócica conjugada: Primeira dose. Evita alguns tipos de pneumonia e outras doenças causadas pela bactéria pneumococo. Passou a fazer parte do Programa Nacional de Imunizações em 2010, portanto é gratuita. A da rede pública é contra 10 tipos da bactéria. Na rede particular existe uma versão que evita 13 tipos da bactéria (13-valente). 
Modo de aplicação: picada no músculo lateral da coxa (intramuscular).

2 meses

Hoje, minha pequena princesa Sara, completa dois meses. Passou rápido? 
SIM E NÃO.

Explico. Sim, por que a gente fica tão consumida pela atividade de cuidar de um bebê que nem percebe quando é sábado ou segunda. 

NÃO, por que é muito cansativo e você vive intensamente todos os dias. 
Engraçado isso do 'cansativo', por que você tem uma leve noção, mas não sabe da realidade. Na verdade, todo mundo fica falando "essa fase é tão boa que você vai sentir saudades" ou pior "meu filho dorme a noite toda desde os dois meses..." que você não fica achando que é o caos.

E É MINHA GENTE!! É o CAOS na terra... não tem nada dessa maravilha de novela da Globo não. 

É exaustivo. É irritante asa vezes. É a treva. 

Mas é bom?

Claro que é! Por que qdo ela não está chorando ou dormindo, ela está começando a interagir. Começando a sorrir. A identificar sons... e os gritinhos? Esses são os melhores. 

Cada dia é uma novidade. As vezes estou com ela em meu colo, e fico namorando ela. Olho seu rostinho em todos os detalhes. Suas mãos e pézinhos. Fico viajando, pensando que há pouco tempo ela estava dentro de mim e que ela é MINHA. Esse sentimento de que ela é minha é o mais louco. Claro que é minha, saiu de dentro de mim... 

E o cheiro? Nuss... é enlouquecedor. Viciante. Cheiro ela inteira... e quero só ver o que ela vai achar qdo ler isso aqui.. hahaha acho que ela só vai entender - assim como eu - se um dia ela tiver um filho. 

1 de jul de 2014

O primeiro mês a gente nunca esquece né!

Hoje, dia 01/07/2014, faz um mês que a Sara nasceu. Como mãe de primeira viagem, acho que senti todos os sentimentos que um ser humano pode ter na vida. Do amor ao ódio hahaha tá tá tá, pesado ódio, mas de uma irritação absurda. 

POR QUÊ???


Por que aquela coisa linda de que seu-filho-dorme-a-noite-toda é MENTIRA!!! Eles não dormem mais de 3 horas hahahaha. Você leva uma hora para amamentar, mais 30 minutos para arrotar, ficar de pé para o leite não voltar e trocar a fralda.... ai você põe no carrinho e este parece que tem espinhos e ai acorda, pega, nina e dorme. Passou 2h15m. Você tem quantos minutos até a próxima mamada? SUMEMO: 45 minutos, resultado? Aquela historinha de DORME QUANDO O BEBE DORMIR: é mentira TAMBÉM ahahahahaha  Não da as vezes. 



Então, os 10-15 primeiros dias, são enlouquecedores. Todos os medos possíveis e também todas as certezas, por que aquele lance do instinto é a pura verdade. Afinal, nós nascemos para ser mãe; está em nosso interior!  
Achei que ia ter medo de dar banho - não tive! Marido me ajudou no primeiro e depois eu fui fazendo tudo sozinha. Até por que, mesmo com minha sogra em casa, não pedi ajuda com a Sara, não por nada, mas por que eu tinha que me virar e aprender né! E ela foi embora 10 dias após o nascimento, pois como eu tive parto normal, não tinha necessidade... 







As coisas mais difíceis do começo da maternidade, foram: a amamentação e a falta de sono. 

A amamentação pelo fato de ser tudo MUITO novo, tem que ter paciência, jeito, prestar atenção se o bebê tá sugando, acordar ele pq eles dormem no meio da mamada - é genty: para mamar 20 minutos efetivos, leva-se quase 1 hora. 

E nesse primeiro mês, o pediatra dela pediu que não deixasse passar de 3 hrs e que acordasse a noite também... o que nunca precisei fazer, pois minha filha é um reloginho. 

E a privação de sono é muito punk, por que tem uma hora que você fica exausta e irritadinha.. lembro que quando estávamos internadas no Sabará (icterícia) a pediatra me viu dormindo numa das rondas dela e disse que eu tinha que dormir mesmo qdo ela dormia, mas que tudo ia melhorar e que nosso corpo também acostuma a dormir pouco e eu perguntei a ela se ela tinha certeza e ele riu, afirmando que sim, pois tinha duas meninas.






Mas realmente, a maternidade é dia após dia, pois tanto a mãe como o bebê estão aprendendo TUDO. Eu acertei a pega para a mamada depois de 10 dias que a Sara nasceu e me senti a pior mãe do mundo, achando que estava deixando minha filha passar fome #aloka.  

Mas ai, aiiii, aiiiiii tem AQUELE momento. Seja ele no final da mamada que você ve a carinha de satisfação da sua filha e ela solta aquele suspiro gostoso, ou quando ela estiva a mãozinha dela e pousa no seu colo, ou quando ela dorme gostoso no seu colo, ou simplesmente quando você se da conta que aquele serzinho de 50 cm estava dentro de você há apenas 1 mês e que vocês já se conhecem há quase um ano. 

Vocês duas sabem muita coisa uma da outra. Principalmente sua filha, que já partilhava dos seus medos, anseios, brigas, alegrias.... 







E a evolução dela é diária. Todo dia uma novidade. Vai ficando mais tempo com os olhinhos abertos, você aprende qual a posição mais confortável para dar banho nela, aprende que quando ela dorme, você precisa esperar ela abrir a mão para coloca-la no berço e ela não acordar, pois só então ela realmente dormiu e abrir a mão é sinal de que o corpo relaxou .

Parece tudo muito complexo, por que na verdade é! Aquela coisa fácil, de novo, é coisa de novela da Globo. Mas é uma delícia... por que você se entrega totalmente a alguém que depende integralmente de você! Acho que tô me dando bem nesse negócio de ser mãe... e na verdade, eu to adorando! Te amo filha!

22 de jun de 2014

As visitas

Ah genty.. Sara ficou quase 2 dias na UTI, mas vou pular essa parte e também sobre a amamentação (merece um post separado) e vou para as visitas!

Recebemos e muitas!!!! A moça da recepção já sabia o número do nosso quarto de cor hahahaha de tanta gente que foi e deixo aqui meus agradecimentos a todos que foram e também minhas desculpas pela falta de atenção que foi dada, mas quem passou por isso, sabe como é!

Mas vou colocar só algumas fotos, mas dos primeiros momentos em que ela foi para o quarto. Foi uma emoção muito grande para nós!




21 de jun de 2014

E o depois?

Sara nasceu. Fui para a recuperação e uma das primeiras coisas que fiz foi passar a mão na minha barriga e ela - POF! - tinha desaparecido.. maior estranho. O Bin passou pra falar comigo, pra ver se meu útero estava contraindo, dizer que eu tinha ido muito bem, que eu ficaria ali por uma hora e depois iria para o quaro, e também que viria no dia seguinte para me ver. 

Ai, veio a pediatra que acompanhou a Sara para dizer que ela estava com um barulhinho no peito e que por segurança, iria deixa-la na UTI, para eu não me assustar, pois não era nada grave e que sua preferência pela UTI se dava pelo simples motivo de haver pediatra lá 24 hrs e no bercário não. E que eu e o marido teríamos livre acesso à ela. 

Enfim, aproveitei para dormir... mas daquele jeito né, porque a adrenalina é tanta, que você não apaga. 

Eram 21 hrs qdo fui para o quarto. Estavam meu pai, irmã e avó. Minha comadre e o noivo. O Sakai. O primo Danilo e sua mãe e claro, meu marido. 

Conversamos rapidamente e eles se foram, afinal, a visita no hospital ia só até as 21 e eles deixaram eles ficarem para me ver!! Falei com o William sobre a Sara e tentei dormir, mas não dava... Lá pelas 3 hrs a enfermeira veio para me ajudar com o banho e soltou: "Você quer ir ver sua filha!?" 

QUE PERGUNTA, VÉI!?

CLARO NÉ!... E fomos ... eram 4 hrs da manhã do dia 2/6 quando vi e peguei minha filha pela primeira vez.... nem consigo descrever a emoção daquele momento, aquela pequena no meu colo. Aquela menina que nem sabia o que estava fazendo ali, da sua imporância e do amor que ela recebia...

Foi mágico!

20 de jun de 2014

19 dias depois

Genty voltei... tenho alguns posts antigos para atualizar ainda, mas vou primeiro relatar o dia D, ou melhor, o dia S!!!!! 

Domingão.. marido tinha prometido 'fazer algo comigo', por que eu tinha dito estar 'carente'.. hohoho... íamos levar minha sogra embora e depois almoçar em Embu, ver algumas coisas para casa e tals. Eu tava toda feliz com o passeio. 

Antes de sair né, fui eu lá no banheiro para o xixi básico e senti um 'liquido a mais' saindo.. e não saia do mesmo lugar do xixi. Pensei: "Oh! Ouh!" .... 

Peguei minha pasta de exames - tá, pq não sei o motivo pelo qual o Bin não dá um cartão de gestante, eu tinha que carregar a pasta de exames - e disse pro marido: "Acho que estou perdendo líquido, vamos levar sua mãe e quando chegarmos lá, se ainda estiver assim, vamos ao PS primeiro!" 

E fomos. 

Senti minha barriga mais dura que o normal, mas até ai, tinha tanta coisa todo dia acontecendo com meu corpo, que nem estranhava mais... quando estávamos subindo a rua da casa da minha sogra, foi que rolou... comecei a sentir aquele quentinho descendo, como se fosse xixi, mas eu sabia que não era ... e comecei a rir! Marido olhou para mim, sem entender, perguntando o que rolava e eu disse: "Sua filha vai nascer!" E ele, sem entender menos ainda, soltou o básico "Como assim!?!?!?!?!!?" e eu respondi, contando que minha bolsa havia estourado e mostrei a roda escura na minha calça jeans... 

Eu tava achanado aquilo o máximo... era do jeito que havia pedido a Deus: que estourasse minha bolsa para eu ter certeza do dia que ela viria: parto normal ou cesárea, eu queria ter certeza de que não estava tirando ela antes ou depois. 

Ele e minha sogra ficaram assustados e nervosos; ele me perguntou o que o meu médico tinha dito se isso tivesse acontecido e eu respondi, mega calma - gente... eu tava adorando aquilo tudo e estava super calma mesmo: 

"Ah...se estourasse a bolsa, era para eu ir para casa, tomar banho, lavar o cabelo, secar o cabelo, arrumar minha mala, me maquiar, ir para a maternidade e então ligar para ele!"

Marido disse: "Que nada, vou ligar agora para ele, me dá o telefone!" ... ele já ligou para o Bin que pediu "Calma e vá para a maternidade, chegando lá me liguem!" 

Pois bem: comecei a avisar todo mundo pelo zap zap, liguei para minha irmã. Almoçamos, fomos para casa, arrumei minha mala da maternidade. 

Detalhe: a bolsa estourou as 11:30. Chegamos ao Santa Catarina às 14:30. E neste momento perdi toda a minha dignidade.. lembrei muito da Van Lara me falando isso na semana, qdo fui a casa dela... HAHAHAHA

Entrei para o PA, coloquei aquela camisolinha redecola... e deitei.. Veio a plantonista me examinar. Um amor de médica... ai lançou mão daquele espéculo e ao ver, ainda chamou a enfermeira, exclamando: "Olhaaa que lindo!!" - Não genty. Não era o Brad Pitt na sala do atendimento; ela estava vendo o colo do meu útero 'fino' e o cabelo da minha filha (sic!) ..... 

Bem.. a boa notícia é que eu estava com quase 3cm de dilatação e 'tinha tudo para ter um parto normal'. Na sequência ela me perguntou se eu teria com meu médico e eu disse que sim e ela então ligou para ele. 

Fiquei lá com o cardiotoco monitorando a Sara e meu trabalho de parto, as dores iniciaram... minha irmã chegou, minha comadre chegou, a torcida do Palmeiras chegou.. rsrs e as 18 hr, meu médico chegou!!!! 

E as dores.. ah essas sim estavam lá... eu torcendo para ser logo examinada e ouvir a notícia: " Nossa , já está coroando!", por que né... a contração do parto é uma coisa que quando você acha que vai morrer... PASSA! Mas ela volta dali 1 minuto e meio e let it go, let it go....

Enfim.. fiz ultrassom e o Bin veio me examinar e soltou a máquissima: Vc está com 5cm de dilatação e saiu para fazer não sei o que e eu olhei para o Will e disse: "Ai amor, será que vou conseguir?!" e..

ABRE PARÊNTESES

Desejo à todas as mulheres que forem parir, seja PN ou PC, que tenham um marido amigo, companheiro e paciente como o Will foi. Certamente eu não teria tido o parto perfeito como foi, se não fosse por ele. Me apoiando, me acalmando e mantendo a calma, pq né... e também, cuidando de mim e da minha pouca privacidade.... 

FECHA PARÊNTESES

Bin voltou. Nisso, eu tava andando pra lá e pra cá, pq com aquela maldita dor, não dá para ficar deitada, sentada e nem nada e por que eu tinha lido que andar acelerava o TP. Pois bem, ele voltou e disse: "Vou te aplicar a ocitocina para acelerar o TP, logo as dores aumentaram e então vamos te dar a anestesia!"

Juro! Só ouvi anestesia..... 

E cadê.. passaram 5 minutos e eu achei que já era dia seguinte e falei: "Dr. Ossama, CADÊ A ANESTESISTA!????" e então ele disse que estavam preparando as drogas e que já vinham. 

Minha gente.. o que é tomar aquela peridural tendo contração?????? Eu ouvia o 'relaxa' .. e eu pensava: %$#@#@#$%%

Não vou detalhar o processo da anestesia ... mas na hora que entrou, só pude sentir o AAAAAAAAAAAAAAAA .. e ai minha gente.. eu teria 10 filhos.... que coisa mais gostosa.. cessar aquela dor maldita. 

E de verdade: chegar a 10cm sem anestesia - índio! Parabéns pra você mulher que o fez/fará! 

Bão... fomos para a sala do parto, que segundo relato do marido, parecia mais um açougue, dados os instrumentos nas mesas hahaha ... e em 20 minutos eu tava parindo. 

Foram apenas quatro "push" e a Sara foi, literalmente, cuspida! 

 E colocaram esse serzinho ai em cima de mim e eu só consegui pensar: "Oi, vc é minha filha?!" e dizer "Oi filha!!! Como vc é linda!!! A mamãe te ama!" 

Cara .. e ama .. é um amor estranho.. pq né, eu não sabia como era o rostinho dela.. mas sabia que ela era minha.... 

E hoje, começava minha nova vida... 



Tem mais, mas eu preciso dar banho na pequena!!! Fui! 




8 de jun de 2014

Sara: 1a semana de vida


Como seu bebê está crescendo

O recém-nascido ainda está se adaptando a seu novo ambiente -- que ele acha um pouco barulhento e claro demais. Mas, aos poucos, ele vai se acostumar. 

Você vai notar que os braços do seu filho se movem de um jeito meio descoordenado, o que, provavelmente até o final do mês, vai mudar, à medida que ele adquirir maior controle muscular. 

Ele parece levar "sustos" frequentes -- o chamado reflexo de Moro --, e pode até chorar cada vez que um ocorre. Se os "sustos" acontecerem a toda hora, vale a pena tentar enrolá-lo num cueiro, em especial na hora de dormir. As principais atividades do momento são chupar e "mastigar" as mãos. 

A respiração do seu recém-nascido está carregada? Isso acontece porque um fluxo de ar muito grande está passando por vias aéreas bem pequenas, que podem estar entupidas com partículas de pó, de mantas ou até da própria roupa do bebê. 

Provavelmente não há motivo para se preocupar, já que os resfriados não são tão comuns nesta fase, mas não deixe de ligar para o médico se isso estiver tirando seu sono. Talvez ele recomende o uso de soro fisiológico. 

Provavelmente nesta semana você ainda está tentando entender como a coisa toda da amamentação funciona. Seja paciente -- acredite, com o tempo a tarefa fica mais fácil, para a maioria das mulheres! Muitas mães ficam na dúvida sobre se o bebê está mamando o suficiente, especialmente se ele quer o peito o tempo todo ou se chora após a mamada. 

Uma boa maneira de avaliar é a seguinte: se seu filho mama a cada duas ou três horas ou ao menos oito vezes em 24 horas nas duas ou três primeiras semanas de vida, ele provavelmente está bem nutrido. 

http://brasil.babycenter.com/o-beb%C3%AA-de-1-semana#ixzz36yl5JQDc

3 de jun de 2014

Meu primeiro banho

Estávamos TANTO na expectativa do primeiro banho, pois no Santa Catarina, este é dado pelo pai assim que o bebê nasce e de frente para a família assistir. Mas, como nossa pequena foi para a UTI, não rolou.

Mas rolou de um jeito lindo e este foi dado pelo PAPAI... por motivos óbvios e por conta de tanta gente doente por ai, não coloquei foto do banho em si, com ela peladinha...








2 de jun de 2014

Sara: recém nascida

Como seu bebê está crescendo

O bebê passa a maior parte desta primeira semana fora do útero acostumando-se ao novo ambiente. Depois de nove meses dentro do aconchego da barriga, tanto espaço, luz e barulho são grandes novidades, por isso certas crianças gostam de ser "embrulhadas" ou enroladas em mantas como se fossem um charutinho enquanto se adaptam. 

Os braços e as pernas parecem um pouco curtos porque ainda estão um pouco encolhidos, mas vão se soltar à medida que seu filho se acostumar ao novo espaço para esticá-los. 

A visão do recém-nascido é um tanto embaçada. Ele só consegue enxergar bem a uma distância de cerca de 45 centímetros, perfeita para encarar você quando estiver no colo. Mantenha seu rosto próximo quando o bebê estiver acordado, assim ele poderá admirar seu objeto preferido com mais nitidez. 

A criança observa a mãe e o pai o tempo todo, memorizando seus traços e aprendendo a reconhecer suas vozes. Faça o teste. É bem possível que você perceba como o recém-nascido reconhece a voz da mãe. 

O nível de atenção do bebê ainda é bem pequeno, e a tarefa de se ambientar ao mundo externo ao útero já é estímulo suficiente para as próximas semanas. Não exagere, mas um móbile sobre o berço não fará mal e servirá para distraí-lo. 

http://brasil.babycenter.com/o-beb%C3%AA-rec%C3%A9m-nascido#ixzz36yio5UyD

1 de jun de 2014

Oi? Como assim a Sara nasceu?

É minha genty brasileira.... a Sara nasceu HOJE! Como assim? Ué.. nascendo! Volto em breve para relatar o parto.. e que foi NORMAL - pasme você.. que me conhece e sabe que sempre fiz campanha à cesarea hahaha

30 de mai de 2014

Dia da preguiça e enfim chegou o 9o mês!!!!!!

Finalmente encontrei uma empregada e ela veio ontem. Hoje, acordei meio jururu e como não tinha nada para fazer em casa, resolvi que não ia fazer NADA MESMO.

Fiquei o dia inteiro na cama, só levantei pra comer. Dormi praticamente o dia todo.. afinal de contas né. 36 semanas hoje ... ta chegando.. mais duas ou três semanas e a Sarinha estará comigo!!!!! 

E como está a bebê hoje? 

Reta final! Quando esta semana terminar, seu bebê estará oficialmente "a termo", ou seja, não será mais prematuro se resolver nascer antes da hora. Mas o melhor é não ter pressa. Lembre-se de que a gestação dura oficialmente 40 semanas.

O mais provável é que seu bebê esteja na posição certa para nascer, ou seja, de cabeça para baixo. No Brasil, poucos médicos fazem parto vaginal quando o bebê está sentado. Se o bebê não virar até a hora do parto, você provavelmente terá de fazer uma cesariana.

E finalmente viu, pq a barriga ta pesada, não se tem posição para mais nada .. urgh!!!!

10 de mai de 2014

Chá de Bebê da Sara












Fim de semana de muitas emoções - 33 semanas

Sabe aquilo lá que dizem que, depois que a gente faz 18 anos a vida passa que nem vemos: para mim, essas últimas semanas estão assim; parece que foi ontem que descobri que estava grávida e hoje estou completando 33 semanas. E como é a Sarinha com 33 semanas?

Seu bebê chegou ao marco de 2 quilos, e mede por volta de 44 centímetros. É como se você estivesse carregando um abacaxi na barriga: o abacaxi mais lindo do mundo, é claro!

Nesta fase, a criança começa a se posicionar para o parto, e normalmente fica de cabeça para baixo.

Seu médico vai monitorar com atenção a posição do bebê nas próximas semanas. Alguns bebês resolvem ficar sentados, o que pode prejudicar a perspectiva de parto normal.

A cabeça do bebê ainda é relativamente flexível, e os ossos não se fundiram completamente. Um dos motivos para isso é facilitar a passagem pelo canal do parto. Mas os ossos do restante do corpo estão ficando cada vez mais rígidos. A pele do bebê também perde o aspecto avermelhado e enrugado.

Se for o seu primeiro filho, há mais chances de o bebê encaixar a cabeça na pelve esta semana, pressionando seu colo do útero. (Isso acontece com cerca de metade das mães de primeira viagem).

Para quem já teve outro filho, a previsão é que o encaixe aconteça uma semana antes do parto -- e em algumas mulheres o bebê só "desce" no começo do trabalho de parto.