1 de jul de 2014

O primeiro mês a gente nunca esquece né!

Hoje, dia 01/07/2014, faz um mês que a Sara nasceu. Como mãe de primeira viagem, acho que senti todos os sentimentos que um ser humano pode ter na vida. Do amor ao ódio hahaha tá tá tá, pesado ódio, mas de uma irritação absurda. 

POR QUÊ???


Por que aquela coisa linda de que seu-filho-dorme-a-noite-toda é MENTIRA!!! Eles não dormem mais de 3 horas hahahaha. Você leva uma hora para amamentar, mais 30 minutos para arrotar, ficar de pé para o leite não voltar e trocar a fralda.... ai você põe no carrinho e este parece que tem espinhos e ai acorda, pega, nina e dorme. Passou 2h15m. Você tem quantos minutos até a próxima mamada? SUMEMO: 45 minutos, resultado? Aquela historinha de DORME QUANDO O BEBE DORMIR: é mentira TAMBÉM ahahahahaha  Não da as vezes. 



Então, os 10-15 primeiros dias, são enlouquecedores. Todos os medos possíveis e também todas as certezas, por que aquele lance do instinto é a pura verdade. Afinal, nós nascemos para ser mãe; está em nosso interior!  
Achei que ia ter medo de dar banho - não tive! Marido me ajudou no primeiro e depois eu fui fazendo tudo sozinha. Até por que, mesmo com minha sogra em casa, não pedi ajuda com a Sara, não por nada, mas por que eu tinha que me virar e aprender né! E ela foi embora 10 dias após o nascimento, pois como eu tive parto normal, não tinha necessidade... 







As coisas mais difíceis do começo da maternidade, foram: a amamentação e a falta de sono. 

A amamentação pelo fato de ser tudo MUITO novo, tem que ter paciência, jeito, prestar atenção se o bebê tá sugando, acordar ele pq eles dormem no meio da mamada - é genty: para mamar 20 minutos efetivos, leva-se quase 1 hora. 

E nesse primeiro mês, o pediatra dela pediu que não deixasse passar de 3 hrs e que acordasse a noite também... o que nunca precisei fazer, pois minha filha é um reloginho. 

E a privação de sono é muito punk, por que tem uma hora que você fica exausta e irritadinha.. lembro que quando estávamos internadas no Sabará (icterícia) a pediatra me viu dormindo numa das rondas dela e disse que eu tinha que dormir mesmo qdo ela dormia, mas que tudo ia melhorar e que nosso corpo também acostuma a dormir pouco e eu perguntei a ela se ela tinha certeza e ele riu, afirmando que sim, pois tinha duas meninas.






Mas realmente, a maternidade é dia após dia, pois tanto a mãe como o bebê estão aprendendo TUDO. Eu acertei a pega para a mamada depois de 10 dias que a Sara nasceu e me senti a pior mãe do mundo, achando que estava deixando minha filha passar fome #aloka.  

Mas ai, aiiii, aiiiiii tem AQUELE momento. Seja ele no final da mamada que você ve a carinha de satisfação da sua filha e ela solta aquele suspiro gostoso, ou quando ela estiva a mãozinha dela e pousa no seu colo, ou quando ela dorme gostoso no seu colo, ou simplesmente quando você se da conta que aquele serzinho de 50 cm estava dentro de você há apenas 1 mês e que vocês já se conhecem há quase um ano. 

Vocês duas sabem muita coisa uma da outra. Principalmente sua filha, que já partilhava dos seus medos, anseios, brigas, alegrias.... 







E a evolução dela é diária. Todo dia uma novidade. Vai ficando mais tempo com os olhinhos abertos, você aprende qual a posição mais confortável para dar banho nela, aprende que quando ela dorme, você precisa esperar ela abrir a mão para coloca-la no berço e ela não acordar, pois só então ela realmente dormiu e abrir a mão é sinal de que o corpo relaxou .

Parece tudo muito complexo, por que na verdade é! Aquela coisa fácil, de novo, é coisa de novela da Globo. Mas é uma delícia... por que você se entrega totalmente a alguém que depende integralmente de você! Acho que tô me dando bem nesse negócio de ser mãe... e na verdade, eu to adorando! Te amo filha!