17 de ago de 2014

Que amor é esse?

Na beleza dos meus 34 anos bem vividos, achava ter conhecido todo o tipo de amor! Nada! Achava um porre quando ouvia uma mãe dizendo que eu só conheceria o que era o amor, em sua essência e profundidade, quando me torna-se mãe! 

Dou o braço a torcer: é verdade!

É verdade por que é um amor insano. Animal mesmo. Você ama até o cheiro do cocô do seu filho ( ta ... Exagero vai!)

Mas, é um sentimento que toma conta de mim e é a primeira vez na vida em que me dou a alguém inteiramente e não espero nada em troca: na verdade só espero que ela esteja bem.

Essa epifania toda me deu agora, por que toda vez que a Sara tem aquela bela mamada, ela cai em sono profundo e está a imagem que vejo:


Aí que eu faço carinho nela; passo minha mao por sua cabeça, desço pelas costas, passo pelas perninhas e acabo no pé; e nele eu seguro! Um pé tão minúsculo, um ser perfeito gerado por mim. Tenho muito orgulho de mim ... A Sara é o meu melhor feito! Amada desde o primeiro momento. Desde o 1o ultrassom, em que chorei descompassada quando ouvi seu coração pela primeira vez e ela só tinha 1,6cm! 

É o amor incondicional mesmo! É a beleza de Deus; a criação humana. 


8 de ago de 2014

Hérnia umbilical

Achei um texto bem interessante sobre a tal Hérnia Umbilical. Eis que segue:

Hérnia umbilical

Mais comuns em meninas do que em meninos, as hérnias umbilicais ocorrem em entre 10 e 20 por cento das crianças, em bebês nascidos prematuros e em bebês negros. Na grande maioria das vezes, a condição não causa dor e não é prejudicial à criança. 

Caso seu filho tenha uma hérnia umbilical, é possível que você note que a área em volta do umbigo incha quando ele chora ou faz força para evacuar, por exemplo. Isso normalmente acontece por causa da pressão de dentro do abdome. 

Esse tipo de hérnia geralmente tem entre um e cinco centímetros. 

É necessário fazer algum tratamento para tratar a hérnia umbilical?

Embora possam parecer um tanto assustadoras -- em casos raros chegam até a ficar do tamanho de um limão --, as hérnias umbilicais geralmente não representam problema. O importante é que a área não esteja sensível ou inchada demais e que a saliência seja mole. 

Se o bebê estiver com algum desconforto, fale com o pediatra o mais rápido possível, porque algumas hérnias de fato exigem tratamento cirúrgico, com uma operação simples, que normalmente não exige nem que a criança durma no hospital. 

O mais provável, no entanto, é que a hérnia vá embora por conta própria quando a criança estiver com 2 ou 3 anos. Depois disso, se ela não sumir, o pediatra vai avaliar a necessidade da cirurgia. 

Em situações extremamente raras, um pedaço dos intestinos do bebê pode ficar preso na região, cortando o fluxo de sangue e exigindo uma intervenção cirúrgica imediata. Se você notar inchaço, sensibilidade ou mudança de cor na área, especialmente se seu filho estiver vomitando ou com dor, leve-o ao pronto-socorro com urgência. 

7 de ago de 2014

Consulta Pediatra : 2 meses

Essa consulta foi muito esperada, pq depois da 2a consulta, só fui ao pediatra por conta da mega assadura que a Sara estava - que na verdade era candidíase (tema para um post). Não tinha ido para fazer acompanhamento em si. 

Estava super ansiosa, por que né, você quer saber se tá sendo uma mãe 'menas' ou não! Mas ó, parabéns para mim. Minha pequena está com 4,7kg e 53cm. Sim, está só com leite materno. Com a graça de Deus, estou conseguindo amamentar 100%.

3 de ago de 2014

Vacinas - As reações!

E os dois meses da Sara chegaram e com eles a necessidade das primeiras vacinas!

Eu estava meio aflita, confesso.. Fomos hoje dar na clínica Clinivac, a mesma que serve o hospital São Luiz. E também a que tem o melhor custo x benefício.

Na hora de aplicar as duas via injeção, fiquei com o coração apertado, mas faz parte dos males necessários da vida!

Ela chorou muito nas dias aplicações e depois parou! 

Depois de umas duas horas q chegamos em casa é que o bicho pegou e aí sim ela começou a esgoelar como eu nunca vi e provavelmente de dor!

Dei um banho morninho dela e umas gotinhas de Tylenol! Agora ela está dormindo ... Corta o coração! 

Passou a noite febril, mas sem dor. Mamãe aqui acordando a cada hora para medir a temperatura. Foi zuper fácil! 

1 de ago de 2014

Vacinas

No mundo materno, é um assunto que gera dúvidas. E por que? Por que , algumas das vacinas dadas no sistema público de saúde não são iguais as dadas nas clínicas particulares.

Eu sou MUITO A FAVOR de dar as vacinas em posto, salvo quando realmente tem diferenças. Essas vacinas que são dadas aos 2 meses TEM diferença entre elas, e essas, eu darei em clinica particular, por dois motivos: o explicado abaixo e por que evita uma picada na Sara.

No site do Baby Center, foi o local que melhor foi explicado e vou reproduzir abaixo:

2 meses
Públicas: Pentavalente brasileira (DTP + Hib + hepatite B) / pólio inativada / Rotavírus monovalente / Pneumocócica conjugada 10-valente

O que o esquema particular tem de diferente: Existe a versão acelular da DTP (DTaP), que dá menos reação, e que inclui a pólio, eliminando uma picada. Há uma vacina para o rotavírus protege contra cinco tipos do vírus, em vez de um só, mas se se aplica a rotavírus pentavalente serão necessárias três doses, em vez de duas. E existe uma pneumocócica que protege contra 13 tipos da bactéria, em vez de 10. 

Pentavalente brasileira (DTP + Hib + hepatite B): Primeira dose. Contra difteria, tétano, coqueluche, infecções provocadas pela bactéria Haemophilus influenzae tipo b (como meningite, pneumonia e outras) e segunda dose contra a hepatite B. É gratuita em postos de saúde. 
Modo de aplicação: Picada no músculo lateral da coxa (intramuscular). 

Pólio inativada: Primeira dose. Previne a poliomielite, ou paralisia infantil. A vacina dada gratuitamente nos postos de saúde substituiu a versão oral (VOP, ou Sabin), a da gotinha. Nos laboratórios particulares, pode ser encontrada junto com a pentavalente, formando a hexavalente, que economiza uma picada na criança. 
Modo de aplicação: Picada no músculo da lateral da coxa.

Rotavírus: Primeira dose. Evita infecções pelo rotavírus, que causa vômito e diarreia. A vacina monovalente é dada de graça nos postos de saúde. Na rede particular, também existe uma versão que protege contra mais tipos de vírus, também oral, mas o esquema completo será de três doses, em vez de duas. 
Modo de aplicação: gotinhas. 

Pneumocócica conjugada: Primeira dose. Evita alguns tipos de pneumonia e outras doenças causadas pela bactéria pneumococo. Passou a fazer parte do Programa Nacional de Imunizações em 2010, portanto é gratuita. A da rede pública é contra 10 tipos da bactéria. Na rede particular existe uma versão que evita 13 tipos da bactéria (13-valente). 
Modo de aplicação: picada no músculo lateral da coxa (intramuscular).

2 meses

Hoje, minha pequena princesa Sara, completa dois meses. Passou rápido? 
SIM E NÃO.

Explico. Sim, por que a gente fica tão consumida pela atividade de cuidar de um bebê que nem percebe quando é sábado ou segunda. 

NÃO, por que é muito cansativo e você vive intensamente todos os dias. 
Engraçado isso do 'cansativo', por que você tem uma leve noção, mas não sabe da realidade. Na verdade, todo mundo fica falando "essa fase é tão boa que você vai sentir saudades" ou pior "meu filho dorme a noite toda desde os dois meses..." que você não fica achando que é o caos.

E É MINHA GENTE!! É o CAOS na terra... não tem nada dessa maravilha de novela da Globo não. 

É exaustivo. É irritante asa vezes. É a treva. 

Mas é bom?

Claro que é! Por que qdo ela não está chorando ou dormindo, ela está começando a interagir. Começando a sorrir. A identificar sons... e os gritinhos? Esses são os melhores. 

Cada dia é uma novidade. As vezes estou com ela em meu colo, e fico namorando ela. Olho seu rostinho em todos os detalhes. Suas mãos e pézinhos. Fico viajando, pensando que há pouco tempo ela estava dentro de mim e que ela é MINHA. Esse sentimento de que ela é minha é o mais louco. Claro que é minha, saiu de dentro de mim... 

E o cheiro? Nuss... é enlouquecedor. Viciante. Cheiro ela inteira... e quero só ver o que ela vai achar qdo ler isso aqui.. hahaha acho que ela só vai entender - assim como eu - se um dia ela tiver um filho.